Home
UM MENTIROSO USA OUTRO COMO FONTE:
A BASE DA CREDIBILIDADE DA MÍDIA
         “COM A QUEBRA DO SIGILO: Eis os depoimentos de 21/10, que a Veja diz que baseou sua reportagem: nada contra Dilma e Lula (aqui1 aqui2 aqui3delações do doleiro), mas os jornalistas sem caráter da Veja, reiteram como se a edição da revista fosse verdade.”
             A Revista Veja, em sua edição antecipada para ir a público antes das eleições, trazia uma matéria com depoimento falso de Alberto Youssef, distinto do efetivamente prestado pelo doleiro, como já abordamos aqui, neste blog.
Mas, o mais surpreendente é que, aproveitando do sigilo, o propalador do ódio sem limites morais, Reinaldo Azevedo (LINK), afirmou, no dia anterior às eleições, a que a Veja teria dito a verdade, pois
          “Neste sábado, tanto o Estadão como a Folha (em manchete) trazem reportagens com as informações publicadas por VEJA na edição que começou a circular nesta sexta, a saber: Alberto Youssef afirmou à Polícia Federal e ao Ministério Púbico que Dilma e Lula sabiam dos malfeitos na Petrobras. A revista informou, por exemplo, que, segundo o doleiro, José Sérgio Gabrielli, então presidente da estatal, ordenou que o esquema pagasse R$ 1 milhão a uma agência de publicidade que ameaçava denunciar o esquema. Segundo apurou o Estadão, Youssef afirmou que foi Lula quem mandou Gabrielli agir. Pois é…
          Agora, quebrado o sigilo dos depoimentos do doleiro Alberto Yousseff, vemos que tudo era mentira. Um órgão de informação mentia, o outro repetia. Este mentia também, o primeiro repetia. Como se o repeteco da mentira fosse verdade. Mentira contra Dilma, Gabriele e Lula.          A fonte para Veja, ter credibilidade era a Folha e o Estadão, e vice versa, mas todos mentindo do conteúdo efetivo dos depoimentos do doleiro.
          Além disto, mesmo depois da quebra do sigilo, os “jornalistas” (se quiser tire as aspas, o que ataca uma categoria valorosa) da Veja continuaram a reiterar que a Veja não mentira.          Exemplo, o outro articulista sem caráter, o senhor Augusto Nunes, na edição do dia 08 de março de 2015, da Veja ((LINK) reitera o argumento de que Veja estava certa. Cita trechos de reportagens mentirosas, fala que a informação contra Dilma e Lula estaria na denúncia (onde não estava), mas cita um link.
          É muita cretinice ou puxa-saquismo de Augusto Nunes, como se a Veja não tivesse manipulado. Lá na Edição de antevéspera das eleições estava claro e em bom tom que o disse: “Eles sabiam. Eles quem? Dilma e Lula” (o que não estava nos depoimentos).

          Ele podendo indicar os verdadeiros depoimentos do dia 21 de outubro de 2014, cita é uma denúncia cheia de conjecturas do Ministério Público, não provada,  ainda, assim nada de explicito contra a Presidente, ele nem é citada na denúncia.

          Estes articulistas, sem escrúpulos, de seus postos nada exemplares, querem manipular, aproveitar de alguns leigos, para mudar a opinião em relação à Presidenta, o PT e a esquerda em geral.

A MÍDIA MANIPULA, DETURPA E DISTORCE!
FIQUE ATENTO, VOCÊ PODE ACABAR ODIANDO QUEM LHE DEFENDE.
Anúncios

Um pensamento em “UM MENTIROSO USA OUTRO COMO FONTE: A BASE DA CREDIBILIDADE DA MÍDIA

  1. Pingback: ARTIGOS PUBLICADOS NO BEM VISITADO | BEM VISITADO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s