Home

Flávio Chaves

Renato Riella – (Blog)

O mundo todo discute hoje o que se pode fazer para evitar que ocorra uma nova tragédia na aviação, depois do desastre provocado pelo co-piloto Andreas Lubitz, na Europa, com a morte de 150 pessoas.

É assustador ver o levantamento divulgado pela Fundação de Segurança do Voo, mostrando que pelo menos 13 casos já ocorreram no mundo em situação semelhante, com números variados de mortos.

No Brasil, o experiente jornalista Jorge Rosa lembra que pelo menos um caso grave aconteceu. Suspeita-se da tragédia com um avião em 8 de junho de 1982 (Voo VASP 168).

O Boeing 727-200 se chocou contra a Serra da Aratanha, no Ceará, matando todos os seus 137 ocupantes. Entre os mortos estava o empresário cearense Edson Queiroz.

Na época, as investigações concluíram que o comandante jogou o avião contra a montanha. Segundo relatos, o piloto passava por sérias dificuldades.

Portanto, acautelem-se…

Ver o post original 37 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s