Home

PALAVRA DIGITAL

O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada da Bahia (Sintepav), denunciou a demissão de 700 trabalhadores das obras da  Ferrovia de Integração Oeste-Leste. Segundo o vice-presidente do sindicato, Irailson Warneaux, as demissões podem se espalhar pelos demais canteiros de obras do empreendimento, que até semana passada contava com 5.868 funcionários.

A informação não confirmada oficialmente é de que os atrasos nos repasses da Valec, ligada ao Ministério dos Transportes, ameaçam o andamento da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), na Bahia. Sem receber recursos do governo nos últimos meses por causa do ajuste fiscal imposto pelo Ministério da Fazenda e em função do atraso na aprovação do novo orçamento, que acabou de ser votada na semana passada, alguns consórcios ameaçam desmobilizar os canteiros de obras e demitir os trabalhadores.

A primeira empresa na redução do ritmo das obras foi a Galvão Engenharia, envolvida na Operação Lava Jato e que passa por…

Ver o post original 32 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s