Home

Atos em Missões

Indianas protestam contra os estupros no país. Foto: VEJA.com/Reuters Indianas protestam contra os estupros no país.
Foto: VEJA.com/Reuters

Ministro do Interior quer saber como os realizadores do filme conseguiram entrevistar os condenados dentro da prisão. Os estupradores também culparam a vítima

Um documentário sobre o estupro coletivo que resultou na morte de uma mulher em Nova Délhi, em 2012, foi proibido na Índia por causa das preocupações do governo com os comentários depreciativos feitos por um dos estupradores e a violação das diretrizes definidas para os cineastas. “India’s Daughter” (Filha da Índia, em tradução literal), de Leslee Udwin, contém conversas com Mukesh Singh e outros condenados pelo estupro e tortura de uma mulher de 23 anos em um ônibus em dezembro de 2012, crime que provocou protestos em todo país e forçou a Índia a endurecer as leis contra o estupro.

O ministro do Interior da Índia, Rajnath Singh, disse nesta quarta-feira que o documentário não irá ao ar…

Ver o post original 189 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s